Uma nova etapa

Depois de fazer “barba, cabelo e bigode” no Congresso – elegeu os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) -, o presidente Michel Temer empossou esta manhã três ministros – o peemedebista Moreira Franco e os tucanos Antônio Imbassahi e Luislinda Valois. Fortalecido, Temer deu de ombros às críticas à nomeação de Moreira – que teria sido citado em delações da Odebrecht – ao posto de ministro, e com isso ganhou foro privilegiado, assim como ao fato de o governo contar, agora, com 28 pastas. A partir de hoje, o foco é preparar o terreno à aprovação das reformas – principalmente a trabalhista e a previdenciária, que terão o condão de, a primeira, atualizar e simplificar as relações de trabalho, e, a segunda, aliviar o combalido caixa do Tesouro. Embalado pelas vitórias políticas, o presidente acelerou a marcha do governo para enfrentar a turbulência da Lava Jato.

1 Comentário

  • Luciana Carnevale

    fevereiro 03, 02 2017 07:03:57

    Quando Moreira Franco começar a agir do jeito que sabe, quem o critica vai se arrepender. Trata-se de um bom nome. Quanto às citações, ainda é cedo para analisar. Até porque, o novo ministro não responde a inquéritos, por exemplo. Até segunda ordem, Moreira Franco deve ficar.

Deixe uma Resposta