Selic mais baixa, e daí?

O Comitê de Política Monetária do Banco Central iniciou nesta terça-feira sua última reunião no ano, e amanhã deve decidir por mais uma redução na taxa básica de juros, a Selic. A perspectiva do mercado é de uma Selic a 7% ao final do encontro, o que seria a taxa mais baixa na história. O problema é que, com a recessão, a Selic parece ter se tornado apenas um número, que nada quer dizer para o sistema financeiro.

Os bancos, com o aumento da inflação e a elevação as taxas de juros que ocorreram no calor da crise do governo Dilma, aumentaram de forma avassaladora as suas próprias taxas. E mesmo com a redução de mais de 7% na Selic e a queda da inflação de 10,20% para os atuais 4%, praticamente nada aconteceu nos extorsivos juros bancários. Parece que juro bancário, no Brasil, só baixa por decreto. E olhe lá!

Deixe uma Resposta