Quem avisa, amigo é

Li na coluna de Mônica Bergamo, na “Folha de S.Paulo”, que o ex-ministro petista José Dirceu – condenado a 30 anos na prisão – “deposita suas esperanças na possibilidade de o STF reverter ainda neste ano a decisão de mandar para a prisão condenados em segunda instância”.

Como a esquerda brasileira não cooptou nem o Judiciário nem os militares, como fez Nicolas Maduro na Venezuela, o recuo do Supremo Tribunal Federal seria a única saída do Zé para escapar de pelo menos dormir na cadeia por 10 anos.

Não diria única, mas “quase” única.

A outra seria fugir para Cuba – ou Venezuela – repetindo a cantilena de que é “perseguido político” (será que os movimentos sociais e assemelhados vão engolir essa depois da carta de Antônio Palocci?).
Aliás, do jeito que a coisa vai, é provável que Lula deixe o país na companhia de seu ex-ministro da Casa Civil.

É preciso não esquecer, porém, que quem garante a ordem no país são os militares, como bem lembrou recentemente o general do Exército Antonio Hamilton Martins Mourão.

“Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso”, afirmou o general durante palestra em uma entidade da Maçonaria.

1 Comentário

  • ISRAEL PEREIRA ANDRADE

    setembro 28, 09 2017 08:12:28

    O general Mourão deu o “recado” sincero e verdadeiro no local adequado.Quanto ao bandido condenado Lula Jararaca e seu amigo J.Dirceu,para eles o melhor é fugir enquanto há tempo(se puderem).

Deixe uma Resposta