NOTA À IMPRENSA

Na edição deste domingo (18), o jornal “O Globo” volta a exercer seu “tribunal de exceção”, uma de suas particularidades historicamente comprovadas, que, se vivo fosse, Dr. Getúlio poderia nos contar em pormenores. O jornal exerce-o sempre que quer atacar os que não se curvam a ele; aos sabujos de sempre, a proteção, o silêncio, a tergiversação; aos rebeldes, a mentira, a difamação, o escracho.
Hoje o jornal publica uma foto minha na página 3 em que diz: “Roberto Jefferson fez pedido a Joesley para dar dinheiro ao PTB”.
Aqui cabem alguns adendos, entre eles:
1. Na eleição de 2014, eu não era presidente do PTB, pois estava detido em Niterói por denunciar ao Brasil o maior escândalo de corrupção até então, o mensalão, portanto, não podia pedir nada a ninguém, nem que quisesse;
2. O jornal não leu a revista “Época” desta semana (do mesmo Grupo), em que o mafioso Joesley Batista – que “O Globo” protege não sei por qual motivo, mas suspeita-se que o faz por razões nem um pouco republicanas – afirma que “o PTB do Roberto Jefferson a gente deu [dinheiro para a campanha] a pedido dele [Aécio Neves]. A gente não conhecia esse partido”, disse o apadrinhado a “Época”;
3. Não é novidade que o PTB integrou a coligação Muda Brasil em 2014 (com Aécio Neves presidente e Aloysio Nunes Ferreira vice, do PSDB), nem que o Diretório Nacional do partido recebeu doações de campanha da empresa JBS SA, mas, conforme nota publicada em 20 de maio último, “todas as doações recebidas pela referida empresa foram feitas por indicação do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves […] E reiteramos que as doações recebidas foram realizadas rigorosamente dentro das normas legais e devidamente declaradas à Justiça Eleitoral. […] Certificamos que o partido não teve vínculo com a JBS no passado, não tem no presente e não terá no futuro”.

Ao fim e ao cabo, até hoje não sei bem por que o jornal dos Marinho dedica tanto ódio ao Partido Trabalhista Brasileiro; razões históricas poderiam explicar, talvez, porque a legenda evoca lembranças pretéritas que o grupo quer expurgar, como o fez quando tentou rechaçar o apoio ao regime militar, que se mostrou em vão; contudo, deixo a cargo da consciência e bom senso dos brasileiros a tarefa de decifrar o enigma da mesquinharia diuturna.

Roberto Jefferson
Presidente Nacional do PTB

2 Comentários

  • marcos colares

    junho 19, 06 2017 12:57:28

    Dr. Roberto, de fato ser a favor da liberdade da imprensa e uma coisa, outra e ser a favor do monopólio da rede globo, protegida por todos os governos para se manterem no poder. Gostaria de saber quanto os governos gastam mensalmente com esse veiculo que se mantem no poder a qualquer preço. Ate quando seremos refém desta empresa. Sera que eles não devem nada ao BNDS, igual ou mais do que a JBS. Esta na hora das Lideranças Politicas questionarem a toda poderosa REDE GLOBO DE TELEVISAO, sob pena de trocar seis por meia dúzia.

  • Norma

    junho 20, 06 2017 09:30:43

    Pedro Malasarte anda espalhando coisas de cinco letras por toda parte. Pedro Malasarte era bem mais ético.

Deixe uma Resposta