Não é bem assim

Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) e divulgada nesta sexta-feira (31) mostrou que o percentual de brasileiros que consideram o governo do presidente Michel Temer (PMDB) ruim ou péssimo é de 55%, 9 pontos percentuais acima da última pesquisa, divulgada em dezembro (46%).

A avaliação positiva do governo também caiu, de 13% para 10%, no último trimestre. À primeira vista, os números impressionam negativamente; mas se analisarmos o cenário em que a avaliação foi realizada – de dezembro a março de 2017 -, período em que a economia chegou ao fundo do poço, e a agenda reformista ganhou força no Congresso, concluí que o governo de Michel Temer, embora numericamente pareça fraco, não me convence como tal.

Governo fraco aprova medidas necessárias ao país que contrariam interesses corporativos fortes e arraigados sem balançar? Não me parece factível.

O presidente Michel Temer tem consciência doo papel histórico que desempenha neste momento crucial para a nação, e dá mostras – não sem dificuldades – de que vai atravessar o Rubicão. O resto é número.

2 Comentários

  • joao pedro

    abril 01, 04 2017 12:12:05

    E isso. Qual presidente teria apoio quando é obrigado e aplicar medidas amargas que atingem à população em geral, num primeiro momento? Quando o povo perceber o que está sendo feito, mudará de ideia.O tempo provará isso.

  • Luis Gustavo

    abril 01, 04 2017 05:25:15

    Jefferson, mudando de assunto, o que você acha da revista VEJA enterrando as candidaturas presidenciais dos tucanos Aécio (principalmente), Serra e Alkmin. Será que a VEJA vai colocar todas as fichas no nome do prefeito de São Paulo (Dória)?

Deixe uma Resposta