Moral e cívica de volta às escolas

É preciso parabenizar a Câmara Legislativa do Distrito Federal, que corajosamente derrubou o veto do governador Rodrigo Rollemberg ao projeto que incluiu a matéria de “Educação Moral e Cívica” como conteúdo obrigatório nas escolas públicas e privadas da capital federal. O governador tentou barrar a medida porque reza na cartilha esquerdista que quer uma educação doutrinadora, que tenta induzir as crianças a gostarem do socialismo.

O projeto que foi aprovado afirma que o estudo de Moral e Cívica é importante porque “aprimora o caráter, como apoio na moral, na dedicação à família e à comunidade”, além de investir no “preparo do cidadão para o exercício das atividades cívicas”. A iniciativa do Distrito Federal devia ser repetida em todo o Brasil. É preciso formar cidadãos com civilidade, com amor à bandeira verde e amarela, com respeito aos símbolos nacionais. Chega da esquerda orientando nossas crianças. Mais patriotismo, menos doutrinação.

Deixe uma Resposta