Mexendo num vespeiro

O governo decretou intervenção de 180 dias no Postalis, fundo de pensão dos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). O Postalis é considerado o maior fundo de pensão brasileiro em número de participantes e administra patrimônio de R$ 8,77 bilhões. O motivo da intervenção? Ainda não se sabe o motivo mas, de acordo com informações recentes, houve irregularidades e má gestão na administração do patrimônio dos trabalhadores, de acordo com as primeiras informações.

Só um dos planos de previdência do Postalis tem um déficit que quase empata com o patrimônio total do fundo: R$ 7,4 bilhões. Em abril deste ano, a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), o xerife do setor, informou que os fundos de pensão fecharam 2016 com rombo de R$ 70,6 bilhões.

Não só o fundo dos funcionários da ECT está deficitário, mas a própria empresa, que está na lista do governo federal para ser privatizada, acumula um passivo de cerca de R$ 4,3 bilhões. Paralelamente, os empregados – de um total de 117 mil – estão em greve há cerca de um mês; se não fosse a internet, os brasileiros estariam arrancando os cabelos.

Os representantes dos empregados e a direção travam uma “guerra” de números que só faz recrudescer tendo como fundo a privatização da empresa, porém, até aqui não há um modelo de gestão definido. No nosso entendimento, o governo fez um gol quando interveio no fundo de pensão da ECT; resta saber se a Previc vai parar por aí ou ampliar o leque de intervenções nos demais fundos (Petros, Funcef, Previ etc.), igualmente deficitários.

Chega de choro, não há motivo para o correio continuar a ser monopólio estatal; além de servir de biombo para encobrir corrupção, as estatais são elefantes que estão longe de se movimentar como coiotes. Pelo contrário.

 

2 Comentários

  • Edil Lacerda

    outubro 05, 10 2017 08:38:21

    Bom dia Excelência.
    A greve do correio deixa clara duas coisas.
    1. Não precisamos dos correios.
    2. O setor publico é o suprassumo da ineficiência.

  • ISRAEL PEREIRA ANDRADE

    outubro 10, 10 2017 07:45:22

    Apenas uma intervenção CONSTITUCIONAL das Forças Armadas -Poderá garantir á nação brasileira o retorno á normalidade!.

Deixe uma Resposta