Medida acertada, afinal, o FGTS é do trabalhador

O governo Temer faz um gol de placa ao permitir que os trabalhadores possam sacar o FGTS de contas inativas e que há mais de um ano não têm qualquer movimento. Com essa iniciativa, mais de 30 milhões de trabalhadores terão acesso a um bolo de mais de R$ 40 bilhões, e esse dinheiro certamente ajudará a fazer girar novamente a roda da economia.

Junto com essa medida, que representa um alívio para milhões de trabalhadores, o governo podia pensar em deixar na mão do dono do dinheiro do FGTS a decisão sobre o que fazer com o dinheiro. Se os recursos do FGTS são do trabalhador, por que ele não tem qualquer poder de decisão sobre o que fazer com o seu próprio fundo de garantia? A liberação do uso dos recursos do fundo poderia representar mais uma contribuição para a retomada do crescimento no país.

1 Comentário

  • Luciana Carnevale

    fevereiro 14, 02 2017 06:46:08

    Decisão chegou na hora certa, em todos os sentidos. Espero que, a exemplo do que Roberto Jefferson afirma, o governo federal flexibilize ainda mais FGTS. Afinal de contas, o Fundo é do trabalhador e deve ser disponibilizado, em sua plenitude, para ele.

Deixe uma Resposta