Mais uma do PT: emenda para alforriar bandidos

Não podia mesmo ter saído de outro partido que não o PT a emenda inserida de contrabando no texto da reforma política, em votação na Câmara dos Deputados,  que proíbe a prisão de candidatos ao pleito de 2018 nos oito meses anteriores à eleição. A emenda foi feita de encomenda para beneficiar o ex-presidente Lula, que, assim, estaria livre para disputar as eleições de 2018 mesmo se fosse condenado na segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

A medida, descoberta pela jornalista Andreza Matais, do “Estadão”, foi fortemente rechaçada tanto pela classe política quando pela opinião pública. O próprio presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, afirmou que não há qualquer possibilidade de uma emenda desta natureza prosperar na Casa. Maia está certo. Se tal absurdo fosse votado pelo Congresso, qualquer bandido condenado e prestes a ser enviado para a cadeia poderia se declarar candidato nas eleições, e assim estaria livre de ir para a prisão. A emenda criaria uma espécie de Partido dos Bandidos, no qual pontificaria o ex-presidente Lula, que é a inspiração maior para tal disparate. Que a emenda seja enviada para o seu lugar de direito: a lata do lixo.

Deixe uma Resposta