Maduro arma sua milícia, e nós vamos ficar apenas olhando?

A imprensa informou hoje que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou a aprovação de um plano para expandir para 500 mil os membros da sua já numerosa “Milícia Bolivariana”. Segundo o ditador venezuelano, os novos milicianos seriam espalhados por todo o território do País. “Uma arma para cada miliciano”, prometeu Maduro, no rádio e na TV, afirmando ainda que seu exército brancaleone se espalhará por todo o território para a “defesa do país”.

A ONU reagiu prontamente ao anúncio feito por Maduro. A entidade alerta que a iniciativa do ditador de entregar armas à população venezuelana apenas faz aumentar o risco de um confronto no país. A ONU não esconde o seu temor de que a crise em Caracas se transforme em um conflito armado de graves proporções.

As palavras de Maduro levam a entender que haverá milícias atuando também na faixa de fronteira com o Brasil. Aliás, nos dias atuais, é pela Venezuela e pela Bolívia que entram as armas que abastecem as organizações criminosas no Brasil. Portanto, não podemos mais ficar passíveis, olhando a situação na Venezuela como se não nos dissesse respeito. Maduro mandou armar os milicianos e nós temos que nos proteger. Precisamos armar os democratas brasileiros contra esse bandido e sua súcia de seguidores. Se chegar perto da nossa fronteira, temos que baixar o cacete.

Deixe uma Resposta