Legado de Dilma e do PT: desemprego bateu recorde em 2016

O IBGE divulgou nesta terça-feira (31) os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua para os meses de outubro a dezembro, e revelou que a taxa de desemprego no Brasil bateu novo recorde (desde o ínicio da pesquisa, em 2012), chegando a 12% no último trimestre de 2016. O resultado do IBGE indica que havia 12,3 milhões de pessoas procurando emprego entre os meses de outubro e dezembro, um acréscimo de 300.000 pessoas em relação ao trimestre anterior. E se formos considerar a quantidade de pessoas que foram demitidas e não estão em busca de emprego, esse número ultrapassa fácil dos 23 milhões. Depois do desastre que foi o governo Dilma Rousseff, que provocou uma das maiores recessões da história brasileira, o resultado não poderia ser outro em 2016. Ainda mais se somarmos as péssimas escolhas de Dilma e seu governo na economia com o arrastado processo de impeachment, que paralisou o país por meses a fio. O governo Temer já conseguiu puxar a inflação para baixo e está reduzindo juros de forma mais acentuada, e as perspectivas começam a melhorar para 2017. A recessão brutal provocada pelo PT não será resolvida de um dia para o outro, mas sim com persistência, coragem e muito trabalho.

5 Comentários

Deixe uma Resposta