Justiça Militar será foro para julgar crimes de soldados contra a vida de civis

Os senadores aprovaram na sessão desta terça-feira o PLC 44/2016, que transfere à Justiça Militar o julgamento de crimes contra a vida cometidos em missões de garantia da lei e da ordem. Os parlamentares do PT tentaram de toda forma obstruir a aprovação do projeto, mas mesmo com a sessão esvaziada devido à semana de feriado, a maioria se impôs e aprovou este projeto, que é importante para dar segurança aos soldados que são enviados a missões para restabelecimento da paz. Como um soldado pode entrar em confronto com bandidos se não tem a garantia de ser julgado pela Justiça Militar? Ao ficar relegado a um julgamento na Justiça Comum, o soldado que por acaso matar um bandido terá contra si a turma dos direitos humanos, a imprensa esquerdista que vive de condenar policiais, e uma Justiça que tende a criminalizar a atividade policial. Com a aprovação desse projeto, o soldado terá como foro a Justiça Militar, que saberá dar o tratamento justo ao soldado.

Deixe uma Resposta