10/12/2016
Mais honesto que o Papa Francisco
Vazamento da delação do lobista Cláudio Melo Filho traz nomes de políticos - do PMDB, PT, DEM, PSDB, PP, PSB, PTB - que teriam recebido repasses em dinheiro da Odebrecht. E me pergunto: todo mundo é bandido, só Lula - que se diz "perseguido" pelo juiz Sérgio Moro e pelo Ministério Público - é honesto? Logo o PT, o governo mais corrupto que vi em meus mais de 24 anos de mandato? O assalto foi tão grande que financiou a esquerda companheira da América Latina. Para com isso, "Brahma", nem a Velhinha de Taubaté, se viva fosse, acreditaria nessa lorota!

Postado por Roberto Jefferson às 12:23
[4 Comentários]  [Envie esta mensagem]
meu perfil
 Ex-deputado, 63 anos, advogado, cantor amador e motociclista  
Na Prateleira
histórico
links
- Correio Braziliense
- Cristiane Brasil
- Época
- Folha de São Paulo
- O Estado de São Paulo
- O Globo
- Valor Econômico
- Veja
busca
CONTATO
- Fale Conosco
Acessos
000000008627498
Siga-me no twitter
Siga-me
Dê uma nota para este blog

Indique este Blog
WebMaster
WebDesigner
Teresa Ferrão
10/12/2016
Origem

As vinculações dos petebistas que teriam recebido repasses da empreiteira Odebrecht citados na matéria de "Veja" têm como origem o Partido dos Trabalhadores (PT) nos estados, não passaram pelo PTB Nacional. Basta verificar que eles votaram contra o impeachment de Dilma Rousseff.


Postado por Roberto Jefferson às 12:44
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
10/12/2016
Caem as máscaras

Agora vão começar a aparecer os pecados das "donzelas furadas", as populares virgens de cabaré.


Postado por Roberto Jefferson às 12:39
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
09/12/2016
É tetra!!

Os fanáticos seguidores de Lula, que estão realizando vaquinha virtual para recolher R$ 500 mil com o objetivo de defenderem o ex-presidente das acusações que ele sofre da Justiça, pelo visto terão que aumentar um pouco mais a meta de arrecadação. Hoje, o Ministério Público Federal fez nova denúncia contra o ex-presidente Lula, a quarta a qual ele terá que responder. Desta vez, os procuradores acusam Lula de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, crimes cujas penas podem passar dos quinze anos de prisão, no caso da negociação de medidas provisórias junto ao Palácio do Planalto. O filho de Lula, que recebeu cerca de R$ 13 milhões nessas negociações, foi denunciado por lavagem de dinheiro. O que o "mais honesto" vai dizer agora? Que os procuradores têm inveja e querem perseguir o filho dele por ele ser também um "ronaldinho dos negócios"?


Postado por Roberto Jefferson às 05:56
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
09/12/2016
Não dá mais para esperar

Duas notícias desta sexta-feira confirmam o quanto o Copom foi tímido e pouco ousado na decisão que tomou nesta semana de cortar a taxa básica de juros em apenas 0,25%. A inflação, que é um dos principais demônios a serem combatidos pelo Banco Central, subiu menos do que o esperado no mês de novembro e chegou ao menor nível para o mês em 18 anos. Segundo o IBGE, o IPCA subiu 0,18% em novembro em relação ao mês anterior, e com isso, em 12 meses a inflação acumulada até novembro chegou a 6,99%, sobre 7,87% no mês anterior, na primeira vez que vai abaixo da casa de 7% desde dezembro de 2014 (6,41%). O mesmo IBGE divulgou também os números da produção industrial no país, e em 11 dos 14 estados pesquisados pelo órgão, houve recuo neste índice. No maior parque industrial brasileiro, São Paulo, a queda foi de 2,4%, redução mais acentuada do que a média nacional, de -1,1%. Em resumo, com um ambiente em que a inflação está em queda e a produção industrial cai sem parar, estava mais do que justificado um corte maior na Selic, o que não aconteceu. Está na hora de o BC olhar mais para a produção e menos para a banca, antes que a vaca vá para o brejo.


Postado por Roberto Jefferson às 05:39
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
09/12/2016
Uni-vos!

A liminar do ministro Marco Aurélio solicitada pela Rede Sustentabilidade que afastava Renan Calheiros da presidência do Senado acabou servindo de alerta para a Corte. O individualismo não faz bem ao Supremo. A instituição só é forte quando decide coletivamente.


Postado por Roberto Jefferson às 11:19
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
09/12/2016
Sucessão de erros

Renan Calheiros apanha de todo lado (jornais, TV, rádio, redes sociais) após o julgamento do Supremo Tribunal Federal que permitiu que ele permanecesse no comando da presidência do Senado, mas não na linha sucessória da presidência da República. O ruim é que o senador Renan (PMDB) não foi magnânimo na vitória; e sua intransigência, se recusando a receber os oficiais de Justiça que traziam notificação do ministro Marco Aurélio, fragilizou o Supremo. Tenho certeza de que o senador Renan Calheiros (PMDB) já tomou consciência dos erros que cometeu.


Postado por Roberto Jefferson às 11:05
[10 Comentários] [Envie esta mensagem]
08/12/2016
Que venha o teto!

Passada a tempestade da briga entre poderes, o Senado retomou hoje a discussão da PEC do teto de gastos. Com a realização de três sessões de discussão, a matéria estará pronta para ser votada na próxima terça-feira. Já passou da hora dessa PEC ser votada e depois promulgada, já que a crise é resistente e o Congresso precisa de meios para promover o ajuste fiscal necessário depois da gastança desenfreada e descontrolada que foi praticada pela gestão Dilma. A PEC do teto impede que governantes queiram pedalar e distribuir dinheiro irresponsavelmente para manterem seu grupo no poder eternamente. A PEC inclusive levará à elevação da quantidade de recursos para saúde e educação, pois o governo Dilma vinha destinando a essas duas áreas menos que a própria fórmula do teto impõe. Por último, quando somente o PT e o PCdoB estão contra uma proposição, é sinal de que a matéria é boa para o país. Que rapidamente se transforme em norma constitucional.


Postado por Roberto Jefferson às 04:54
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
08/12/2016
PT corre a sacolinha...

O PT e os seus puxadinhos chamados de "movimentos sociais", tais como CUT, UNE, MST, MTST e outros, iniciaram uma vaquinha virtual na internet chamada "Um Brasil Justo pra Todos e pra Lula". O objetivo da campanha é a de instalar comitês e bases de apoio "em todos os níveis da sociedade" para, segundo os organizadores, "resistir à onda de retrocessos que toma conta do país, lutando pelo estado de direito e pela democracia". A campanha também visa defender Lula das "acusações falsas" que ele recebe, para demonizar o juiz Sérgio Moro, a Polícia Federal, os procuradores do Ministério Público Federal e quem mais se atrever a falar mal do comandante em chefe do petismo. Um outro objetivo é o de "acumular forças para a democratização dos meios de comunicação", seja lá o que isso queira dizer. A meta da vaquinha é juntar R$ 500 mil para cumprir seus objetivos. Já foi o tempo em que o PT arregimentava multidões para sair às ruas levantar suas bandeiras e defender suas causas. Hoje, militantes do petismo, só pagos. De graça ninguém mais defende o PT, por isso a vaquinha.


Postado por Roberto Jefferson às 01:42
[2 Comentários] [Envie esta mensagem]
08/12/2016
Vitória de Pirro

Mesmo depois de o senador Renan Calheiros escarnecer da Corte e se recusar a assinar a notificação judicial, o Pleno do Supremo decidiu, por 6 votos a 3, mantê-lo no comando do Senado. O veredito foi um ato de humildade do STF. Mas ele que se cuide. Aprendi com vovô Ibrahim: "Quando encontrar, meu neto, uma mão mais forte que a sua, ajoelhe-se e beije-a, depois pede a Deus para quebrá-la". Pois o Renan fez o STF ajoelhar, e vai pagar por isso. Que ele não se engane: com gente de saia - juiz, padre e mulher -, briga perdida.


Postado por Roberto Jefferson às 11:53
[3 Comentários] [Envie esta mensagem]
07/12/2016
Faltou ousadia, novamente

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, em café da manhã hoje com jornalistas, justificou o corte de apenas 0,25% na taxa básica de juros como uma decisão de cautela e prudência, por conta, segundo ele, da piora no cenário externo. O presidente do BC disse ainda que a intensificação do corte de juros deve ocorrer na próxima reunião do Copom, entre os dias 10 e 11 de janeiro. A cautelosa decisão em relação à Selic, entretanto, não foi unânime, e havia membros do Copom que achavam necessário um corte maior agora. Concordo com os que queriam acelerar o ritmo de corte na da Selic. O PIB brasileiro já acumula uma queda de mais de 10% nos últimos seis trimestres, e a inflação dá claros sinais de que está refluindo. Já estava mais do que na hora de abandonar a cautela e partir para uma estratégia de maior ousadia no corte de juros, afinal, o mercado demora meses e meses para seguir a tendência do Copom. Precisamos reverter com urgência o fechamento de postos de trabalho e a paralisia na indústria e no comércio. Cortes pífios na Selic não ajudarão a melhorar este dramático cenário de recessão.


Postado por Roberto Jefferson às 05:25
[2 Comentários] [Envie esta mensagem]
07/12/2016
13 anos de atraso

A cada vez que a Organização dos Países Mais Desenvolvidos (OCDE) divulga o seu ranking mundial do ensino, elaborado a partir da aplicação do teste Pisa em mais de 70 países, o Brasil é confrontado com todo o seu atraso em relação à educação praticada no país. Neste último ranking, ficou evidente não apenas o nosso atraso, mas o quanto estamos regredindo, em vez de evoluir. Depois de 13 anos de governos petistas, ainda estamos, no setor educacional, no mesmo patamar de quando eles assumiram o governo. E o PT e seus puxadinhos chamados de "movimentos sociais", além de terem ficado em silêncio sobre o ranking da OCDE, ainda se mantém inflexíveis contra qualquer tipo de reforma no sistema de ensino. A esquerda não quer evolução do ensino, e sim a propagação da mediocridade. Por esse e outros motivos o Brasil gritou: Fora PT!


Postado por Roberto Jefferson às 02:10
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
07/12/2016
A reforma das reformas

Apesar de ter sido anunciado em dia de fortes tensões, o projeto de reforma da Previdência do governo federal acabou sendo elogiado pela imprensa econômica, apesar de ter desagradado às centrais sindicais. A proposta é apenas um pontapé inicial e precisa ser amplamente discutida no Congresso, com participação de todos os segmentos da sociedade. O tema é urgente, pois o déficit do INSS, que este ano está em R$ 152 bilhões, cresce de forma descontrolada e ameaça o futuro da nossa juventude. O Congresso precisa enfrentar com coragem esta reforma.


Postado por Roberto Jefferson às 01:11
[4 Comentários] [Envie esta mensagem]
06/12/2016
A deseducação do petismo

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou hoje os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), prova que foi realizada em 2015 em 70 países e economias. O Pisa mostrou que o Brasil teve uma queda expressiva de pontuação nas três áreas avaliados, ciências, leitura e matemática. Os maus resultados levaram o Brasil a cair para a 63ª posição em ciências, a 59ª em leitura e a 66ª colocação em matemática. Esse é o legado do PT para a educação brasileira: queda de rendimento, estudantes que não entendem o que leem ou que não sabem fazer contas. Quero ver o que a UNE vai dizer sobre esse resultado. E também gostaria de saber a opinião dos estudantes que invadem escolas e faculdades: o que têm a dizer sobre a piora no ensino brasileiro depois de 13 anos de governos petistas?


Postado por Roberto Jefferson às 05:40
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
06/12/2016
O eco das ruas

As manifestações de rua - que elegeram Renan Calheiros como alvo principal - mostraram sua força. Rodrigo Maia, o segundo alvo, que ponha as barbas de molho.


Postado por Roberto Jefferson às 10:04
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
06/12/2016
Justa homenagem

A Chapecoense recebeu uma justa homenagem ontem ao ter confirmado oficialmente o título de campeã da Copa Sulamericana de 2016. É campeã!


Postado por Roberto Jefferson às 09:58
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
06/12/2016
Biruta de aeroporto

Talvez porque ainda não estamos acostumados com a gangorra da subida e queda de preços dos combustíveis - que caíram em outubro e novembro -, fato é que o aumento anunciado ontem pela Petrobras, de 8,1% a partir de hoje (cerca de 0,12% por litro), deixa os consumidores confusos. Como os postos não são muito confiáveis, daqui a pouco vão surgir tabelinhas para orientar o consumidor.


Postado por Roberto Jefferson às 09:54
[1 Comentários] [Envie esta mensagem]
06/12/2016
Coerência suprema

Ministro Marco Aurélio não inovou afastando Renan Calheiros da presidência do Senado; repetiu o colega Teori Zavascki que, indiretamente, afastou Eduardo Cunha do comando da Câmara ao suspender seu mandato de deputado federal (Renan manteve o seu). A base para as decisões, porém, é uma só: ambos, Cunha e Renan, perderam as qualificações para eventualmente substituir o presidente da República. Pleno do STF deve ratificar, amanhã, a decisão de Marco Aurélio. Para este blog, a retirada de Renan da cena não causou surpresa, o Supremo foi coerente.


Postado por Roberto Jefferson às 09:46
[6 Comentários] [Envie esta mensagem]
05/12/2016
O partido da devastação

Pouca gente deu atenção ao último relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que revelou que o desmatamento na Amazônia disparou no último ano do governo Dilma Rousseff. De acordo com o levantamento, entre agosto de 2015 e julho de 2016, a destruição na floresta amazônica foi de 7.989 km2, mais de cinco vezes a área do município de São Paulo, e 29% maior do que o desmatamento registrado no período anterior. Os números mostram que a Amazônia teve 859 árvores cortadas por minuto, uma quantidade absurda e que revela o desprezo que a turma vermelha tinha pelo verde. Além de devastarem a economia brasileira, o PT fechou os olhos para bandidos que arrasam o nosso maior patrimônio. Que os brasileiros aprendam a lição e jamais deixem o PT voltar ao governo.


Postado por Roberto Jefferson às 05:38
[2 Comentários] [Envie esta mensagem]
05/12/2016
Olhos voltados para a economia

Está para ser votado, no Senado, o projeto que define crimes sobre abuso de autoridade de agentes públicos. Entretanto, depois das manifestações nas ruas neste domingo, dificilmente haverá clima para a votação da proposta, e o mais sensato é deixar esta discussão para o ano que vem. A prioridade agora do Congresso deve ser ajudar a buscar saídas para tirarmos a economia do atoleiro. Já são seis semestres seguidos de PIB negativo, com queda acumulada de mais de 10%. A retomada do crescimento é urgente e todos os esforços devem ser neste caminho.


Postado por Roberto Jefferson às 11:49
[7 Comentários] [Envie esta mensagem]
05/12/2016
Ira santa

De forma organizada e ordeira, milhares de pessoas foram às ruas país afora, ontem, para protestar contra os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Rodrigo Maia, e em apoio do juiz Sérgio Moro e da Operação Lava Jato. Por meio de cartazes e palavras de ordem, os brasileiros reagiram principalmente contra Renan, autor do projeto que pune abuso de autoridade de promotores e juízes. Como sempre, a maior manifestação ocorreu na Avenida Paulista, em São Paulo. Em Curitiba, além dos presidentes do Senado e da Câmara, o protesto incluiu o senador Roberto Requião, relator do projeto concebido por Renan no Senado. Manifestantes atiraram tomates em cartaz com fotos dos três. No fim do dia, o Palácio do Planalto comemorou a ausência de palavras de ordem contra o presidente Michel Temer. O movimento, porém, deu seu recado. Não vai tolerar retrocessos no combate à corrupção.


Postado por Roberto Jefferson às 11:43
[3 Comentários] [Envie esta mensagem]
05/12/2016
Urgência urgentíssima!

Depois de oito semanas com o PIB de 2016 piorando ainda mais do que já estava, nesta segunda-feira o boletim Focus do BC trouxe um alívio nas projeções para a atividade econômica. De acordo com a opinião média dos analistas de mercado consultados pelo BC, a estimativa do PIB mudou de queda de 3,49% para uma queda de 3,43%, o que revela uma pequena recuperação neste final de ano. Para o ano que vem, as perspectivas para o PIB diminuíram um pouco mais e bateram em 0,8% positivos. Ainda é muito pouco para que o Brasil se recupere do tombo de mais de 10% nos últimos 18 meses, sofrido graças à insanidade do governo Dilma e à própria paralisia que o prolongado processo de impeachment provocou. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ainda tem crédito com o Palácio do Planalto para continuar tocando as medidas necessárias à retomada do crescimento, mas se as perspectivas não melhorarem até o fim do primeiro trimestre de 2017, mudanças serão inevitáveis na equipe econômica.


Postado por Roberto Jefferson às 11:37
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]
05/12/2016
Para construir o futuro

Deve ser apresentada hoje a líderes de partidos da base aliada, pelo presidente Michel Temer e sua equipe econômica, a proposta de reforma da Previdência Social, com a qual o governo tentará obter uma economia de aproximadamente R$ 700 bilhões para os cofres públicos no prazo de dez anos. Caso seja aceita pelos líderes, a proposta será encaminhada ao Congresso, ao mesmo tempo em que se fará uma campanha publicitária para que a população compreenda a necessidade de se mudar as regras da Previdência. A reforma é importante, principalmente para as novas gerações, pois se nada for feito, os jovens que entram no mercado de trabalho não terão como se aposentar daqui a 40, 50 anos. É preciso sim que seja fixada uma idade mínima para a aposentadoria, e o debate sobre este projeto deve ser aprofundado e envolver todos os segmentos da sociedade. Que o Congresso possa construir um consenso em favor do futuro dos brasileiros, com calma, serenidade, responsabilidade e compromisso com a sociedade.


Postado por Roberto Jefferson às 11:06
[0 Comentários] [Envie esta mensagem]