Disputa no voto

Ao negar pedidos dos adversários do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que o impediriam de concorrer à reeleição na mesma legislatura, o decano do Supremo Tribunal Federal, ministro Celso de Mello, fortaleceu a candidatura do democrata. E devolveu aos parlamentares a decisão de eleger seu novo presidente. Gostei: eleição se ganha no voto, e não no tapetão.

2 Comentários

  • Marcos Rogerio Colares

    fevereiro 02, 02 2017 01:07:38

    E isso ai Presidente, e o PTB renascendo ao POVO através do VOTO livre e DEMOCRATICO, isso tudo acontecendo com Você a frente desse PROCESSO , já que sem a sua participação a Nação Brasileira não teria mais chance de escapar da QUADRILHA PETISTA.

  • Luciana Carnevale

    fevereiro 02, 02 2017 07:44:33

    Concordo que não houve tapetão, mas a eleição, ou reeleição, de Maia, não é legal e regimental. Infelizmente. Todo o processo poderia ter sido conduzido com ainda mais isenção por todos os lados. A eleição ou reeleição do democrata abre um precedente perigoso para os próximos pleitos. E se Maia, citado na Lava-Jato for impedido, a partir de decisão do Supremo, no caso da linha sucessória da presidência da República? Teremos outras eleições? Situação difícil.

Deixe uma Resposta