Depois de 13 anos de governos do PT, dívida pública bate recordes

De acordo com os dados divulgados pelo Tesouro Nacional, a dívida pública federal encerrou o ano de 2016 no patamar recorde de R$ 3,112 trilhões. Este valor representa um aumento de 11,4% na comparação com 2015, quando a dívida ficou em R$ 2,793 trilhões ao final do ano. Este é maus um legado desastroso deixado pelo governo PT para os brasileiros. Quando Lula assumiu a presidência, recebeu o país com a dívida pública perto dos R$ 900 bilhões. Oito anos depois, Lula passou o bastão para sua criação petista, Dilma Rousseff, com a dívida já batendo nos R$ 1,6 trilhões. Dilma, com suas ideias ultrapassadas sobre economia e seu modelo intervencionista, a tal “nova matriz econômica”, fez a dívida explodir em menos de seis anos, ultrapassando os R$ 3 trilhões. E Lula ainda fala em voltar a ser presidente para, segundo ele, implantar um programa no qual será aberto novamente o crédito para “estimular a economia” e ainda será usada uma parte das reservas internacionais para “gerar emprego”. Foi com ideias assim que o PT, em 13 anos, endividou o Brasil deste jeito, e quase levou o país à falência. Que os brasileiros lembrem disso na hora de votar em 2018.

1 Comentário

  • Luis Gustavo

    janeiro 26, 01 2017 06:00:45

    Não foi bem assim , Jefferson! Quem primeiro bateu o recorde foi FHC, que deixou a dívida pública nas alturas. Ele foi seguido agora por Temer, que jogou a dívida pública nas alturas, aprovando um deficit de gastos bombástico, para pagar a fatura do impeachment de Dilma. Durante o governo Dilma, o congresso capitaneado por Eduardo Cunha boicotou a presidente, com as famosas pautas-bomba, que só aumentavam os gastos públicos!

Deixe uma Resposta