“Com ou sem”?

A seis meses das eleições, os brasileiros continuam confusos sobre quais candidatos à presidência vão integrar a lista de votação. Muitos são os candidatos, mas até agora nada pode ser garantido com exatidão tal a imprevisibilidade do cenário político e econômico, aqui e lá fora. A entrada do hesitante ex-ministro Joaquim Barbosa no PSB vai fazer diferença na disputa, pois ele carrega a simbologia da luta contra a corrupção, hoje a principal preocupação da população ao lado da segurança. Creio que até seu jeito mais ranzinza vai acabar se adequando à Política (vejam bem, política com P maiúsculo) tal a carga de responsabilidade que será exigida de quem disputar, e levar, a Presidência da República.

A prisão do ex-presidente Lula fez o cenário ficar ainda mais confuso, já que o PT, ao mesmo tempo em que tenta manter a candidatura do seu líder, sabe que é necessário costurar alianças – com ou sem ele, tarefa encomendada ao ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, até aqui tido como o preferido do “chefe”. As próximas pesquisas vão ajudar a limpar um céu de nuvens pra lá de carregadas. Tenho certeza que hoje já tem pesquisador na rua fazendo levantamento “com ou sem Lula”.

Deixe uma Resposta