Cabelo em pé

A descoberta, pelo Supremo Tribunal Eleitoral (TSE), de cerca de 25 mil registros de títulos de eleitor duplicados ou múltiplos – de um total de 64 milhões de registros – vai dar razão aos que defenderam a impressão do voto, válida a partir das eleições gerais de 2018 (presidente, governadores, senadores e deputados). Segundo a Justiça Eleitoral, uma única pessoa foi encontrada com 52 documentos (até 2022 o cadastramento de eleitores estará concluído).

Vinte cinco mil pode parecer uma quantidade irrisória à primeira vista, mas há casos que registram uma diferença muito pequena de votos de um candidato para outro. Como a vitória do deputado estadual Gean Loureiro (PMDB) sobre a deputada federal Ângela Amim (PP) à Prefeitura de Florianópolis, em 2016, por apenas 1.150 votos.

O Tribunal sempre garantiu que a urna eletrônica é confiável, um avanço do sistema de apuração eleitoral no país, mas qualquer fato que suscite a suspeita de fraude nas eleições – por menor que seja – deixa todos de cabelo em pé. Ainda que caro, o voto impresso não deixará margem a dúvidas.

2 Comentários

  • Roberto

    outubro 10, 10 2017 02:02:44

    Boa Jefferson. Todo mundo desconfia dessa porcaria de urna eletrônica. Vc. lembra do caso Zelaya do Honduras em que a Venezuela emprestou as urnas eletrônicas que comprara do Brasil? Assim que o chapeludo foi mandado embora e assumiu o presidente do Congresso, mandaram fazer auditoria das urnas – creio que 70 urnas – na Espanha e encontraram até a ata do mesário já assinado e com o resultado de, se não me engano, 87,11% (numero quebrado dá credibilidade e deixa otários sossegados!) favorável ao Zelaya. Isso saiu no Jornal ABC de Madrid e não saiu aqui no Brasil e nos países vizinhos. Por que não poderia acontecer isso na eleição brasileira?
    E para piorar vc traz essa notícia que é uma verdadeira bomba atômica (não aquela bomba atômica fajuta que a China dá para a Coréia do norte).

    Cumprimentos.

    PS,: O seu blog está dando de 10 x 0 no do Reinaldo de Azevedo que finalmente vai mostrando que virou a casaca e de modo desengonçado, deselegante e muitas vezes vulgar com termos roçando o chulo. Fica rindo a toa o tempo todo e sem motivo. Coisa de bobo alegre.

  • marcos colares

    outubro 11, 10 2017 09:10:52

    Dr. Roberto, o que dizer no caso de nossa cooperativa de energia elétrica que anuncia 8.612 associados, quando nosso município conta com 10.573 habitantes. Estaremos lutando na eleição prevista para março de 2018 por RENOVAÇAO-PARTICIPAÇAO E PRESTAÇAO DE CONTAS MENSAIS, além e claro de um RECADASTRAMENTO GERAL DE TODOS OS VERDADEIROS SOCIOS DA CEJAMA . E a bandeira do PTB tremulando em defesa do POVO e dos mais excluídos.

Deixe uma Resposta