BC corta Selic, que deve cair ainda mais

O Comitê de Política Monetária do Banco Central se reuniu nesta semana e decidiu realizar o 11º corte na taxa básica de juros, a Selic. Com o corte de 0,25% na taxa, a Selic chegou ao patamar de 6,75%, o menor já registrado na história. E ainda há espaço para novos pequenos cortes nos juros, pois o índice de inflação divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE surpreendeu mais uma vez o mercado, ficando muito abaixo das projeções.

Na pesquisa Focus divulgada na última segunda-feira pelo Banco Central, a projeção para o IPCA de janeiro era de 0,40%. Entretanto, o índice ficou em 0,29%. Para fevereiro, a projeção é de 0,44%, mas já há quem diga que este patamar deve cair nos próximos dias. Não será surpresa se essa projeção vier para baixo na semana que vem. A inflação de janeiro, muito abaixo do que se esperava, reforça ainda outra possibilidade apontada ontem no comunicado do Banco Central: a de nova redução da taxa de juros na reunião de março do Copom.

A inflação de janeiro, muito abaixo do que se esperava, portanto, reforça a possibilidade apontada no comunicado do Banco Central: a de nova redução da taxa de juros na reunião de março do Copom. Resta saber como estará até lá o cenário internacional, que registra turbulência neste começo de fevereiro por conta da ameaça de aumento nos juros dos Estados Unidos. Se acalmar, a Selic cai ainda mais. Espera-se agora que essa queda chegue para o consumidor brasileiro, que ainda não viu mudança ainda nas taxas bancárias do cheque especial e do cartão de crédito.

Deixe uma Resposta