Auxílio-moradia na ordem do dia

A Associação de Juízes Federais (Ajufe) pediu ao ministro Luiz Fux que adie o julgamento, previsto para o mês de março no STF, da ação que discute o direito dos magistrados de receber o auxílio-moradia. Fux é o relator da ação, e a Ajufe alega que eles ainda precisam se manifestar nos autos desse processo. A ação já corre desde 2014, quando o Conselho Nacional de Justiça negou o pagamento do auxílio-moradia aos juízes federais, e a Ajufe entrou com liminar para continuar recebendo o benefício. Fux concedeu a liminar.

A pressão da sociedade está grande em cima dos juízes, talvez por isso a Ajufe não queira ver a ação sendo julgada neste momento, embora o próprio ministro Luiz Fux tenha considerado que a categoria também pode receber o auxílio, já que procuradores federais, ministros de tribunais superiores e magistrados de 18 estados também tinham direito.

O tema deve ir sim a voto no STF. Os privilégios concedidos nos três poderes estão sendo bombardeados pela sociedade, mas se a Justiça entender que o pagamento do auxílio-moradia é legal, não há mais o que se contestar. O caso deve ter solução logo até para que o PT não use isso em sua campanha sórdida contra o juiz Sérgio Moro e os procuradores da Lava jato.

Deixe uma Resposta