Agricultura, o motor do Brasil

A Conab divulgou nesta quinta-feira (10) a estimativa para a safra de grãos 2017/2018, e o resultado deve ser excepcional apesar de o Brasil ainda estar patinando para sair da crise brutal causada pelo fracasso do governo Dilma. De acordo com a Conab, a safra deverá chegar a 232,6 milhões de toneladas. Ou seja, se confirmado este resultado, será a segunda maior colheita de grãos da história.

Apesar do decréscimo de 2,1% em comparação à safra passada, que chegou a 237,7 milhões de toneladas, os especialistas do agronegócio consideram a colheita de 17/18 bastante elevada em relação à média de produção nacional. E a safra deste ano é puxada pelos bons volumes da soja, responsável pelo bom desempenho produtivo e cujo avanço da colheita vem confirmando a boa produtividade, além do milho.

Os números confirmam que o agronegócio é hoje um dos principais motores da nossa economia. Graças à força do homem do campo que o nosso PIB não afundou de vez depois do desastre dilmista. Diante de resultados como este, fica ainda mais patética ações como a realizada nesta semana por alunos esquerdistas da Universidade de Brasília, que invadiram as aulas do curso de Agronomia para protestar contra o agronegócio e pedir, inclusive, o fim daquela disciplina no currículo da Universidade. Essa turma só deve gostar do tal “Curso do Golpe”. O resto deve ser matéria da “burguesia” etc. Essa gente é um atraso de vida para o Brasil.

Deixe uma Resposta